Novo registro de pragas da cana-de-açúcar no Brasil

Hemiberlesia musae e Duplachionaspis divergens foram detectadas no estado de São Paulo

Monteiro (2019)
Monteiro (2019)

O Brasil é o maior produtor mundial de cana-de-açúcar (Saccharum spp.), sendo São Paulo o Estado que se destaca. Na safra 2017/2018 foram produzidos cerca de 640 milhões de toneladas, em uma área colhida de mais de 8 milhões de hectares, gerando reflexos importantes na economia brasileira. A produção é destinada à fabricação de açúcar e etanol. Como segundo maior produtor está a Índia que, juntamente com o Brasil, somam mais da metade da cana produzida mundialmente.

Um dos maiores entraves para produção de cana-de-açúcar no país é a ocorrência de problemas fitossanitários. Acerca dos insetos significativos com relatos nacionais as espécies mais frequentes em áreas de cultivo são: Diatraea saccharalis, Telchin licus, Mahanarva fimbriolata, Migdolus fryanus, Sphenophorus levis, Saccharicoccus sacchari, Aclerda takahashii, Heterotermes tenuis, Procornitermes spp., Neocapritermes spp., Syntermes molestus e formigas (Atta spp., Acromyrmex spp.).

Recentemente pesquisadores identificaram insetos-praga infestando plantas de cana-de-açúcar em estufas localizadas em dois municípios de São Paulo (Jaboticabal e Ribeirão Preto). Os organismos foram encontrados e coletados na parte basal do caule e nas folhas. A identificação ocorreu de acordo com as características morfológicas da fêmea adulta.

Todos os espécimes coletados em cana-de-açúcar na estufa de Jaboticabal foram classificados como Hemiberlesia musae e os coletados em Ribeirão Preto como Duplachionaspis divergens. Este é o primeiro relato de D. divergens no Brasil e H. musae em plantas hospedeiras do gênero Saccharum.

Fonte: Monteiro et al. (2019) / Defesavegetal.net


Manejo Integrado de Pragas

As principais pragas da Cana

Comments