DESAFIOS DO AGRONEGÓCIO NO BRASIL

O agronegócio pode ser considerado como toda relação industrial e comercial que envolva a cadeia produtiva, pecuária ou agrícola, e hoje, é um dos principais motores do desenvolvimento em nosso país, destacando a produção de grãos.

Diante a isso, listamos alguns desafios do agronegócio nos dias de hoje:

Desperdício da produção:

Durante a produção, é de grande importância aprender a melhor forma de manusear e armazenar os produtos, isso para evitar que se perca parte daquilo que foi produzido.

Alguns desperdícios ocorrem na colheita por danos mecânicos: perdas causadas pela
plataforma de corte que incluem as perdas por debulha e por acamamento das
plantas, perdas por trilha, separação e limpeza.

Manuseio e armazenamento após a colheita: práticas inadequadas que acabam danificando o grão.

Distribuição e logística: problemas relacionados ao tempo e condições de transporte.

São alguns fatores que ocasionam desperdício da produção e que podem ser prevenidos.

Logística:

O problema mais comum é o transporte dos produtos sem que eles sejam danificados ou perdidos. Se você não tomar esse cuidado, boa parte da sua produção vai acabar sendo desperdiçada. Problemas com logística e infraestrutura do transporte impedem o Brasil de ser mais competitivo nesse setor, segundo o IBGE, o Brasil desperdiça 10% da sua produção de grãos no transporte.

Conforme dados do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes, no Brasil, 58% do transporte de cargas é feito por rodovias, 13% por hidrovias e 25% por ferrovias. A dependência das rodovias e falta de investimentos em ferrovias e hidrovias resultam em custos mais elevados.

A solução para os problemas é o investimento na expansão e modernização do sistema hidroviário e rodoviário e na conservação e melhoria das estradas. Assim diminuindo desperdícios de tempo e dinheiro.

Infraestrutura de Armazenamento:

No Brasil existe um déficit do sistema de armazenagem. O ideal é que a estrutura de silos e armazéns seja no mínimo 20% maior que a produção, sendo que hoje a produção está maior que a capacidade de armazenagem. A escassez de infraestrutura, que muitas vezes não existe ou é distante, faz com que o produtor rural tenha que negociar sua produção ainda durante a safra, momento em que os preços estão em baixa devido à grande oferta, deixando de aproveitar as oscilações de preço favoráveis do mercado e inflacionando o valor do frete.

Para não amargar mais prejuízos, a grande maioria dos produtores precisaram abrir mão da armazenagem e milhares de toneladas seguiram imediatamente para o seu destino. Embora pareça ser uma demonstração de eficiência, é na verdade uma ruptura da cadeia logística. Como ela é formada por diversos elos, eliminar a etapa de armazenagem da safra brasileira significa deixar de lado um ponto muito importante para o ciclo de produção. Eventualmente, isso prejudica o planejamento logístico e a otimização dos recursos, o que leva à perda de boas oportunidades.

Excesso de burocracias nos processos:

Um dos maiores desafios do agronegócio é o excesso de burocracias nos processos. Algumas dessas medidas servem para diminuir os riscos biológicos, evitando que pragas e doenças sejam passadas de um país para o outro. No entanto, boa parte dessas exigências apenas dificultam as atividades.

O Brasil possui uma das mais elevadas e complexas cargas tributárias do mundo, o que afeta também o agronegócio. A alta taxa de tributação impede que o agronegócio brasileiro seja competitivo com outros países que pagam menos impostos, pois faz com que o custo da produção seja maior, aumentando o valor do produto final. E a importação de máquinas e tecnologia estrangeira ficam mais caras.

Falta de mão de obra no campo:

Muitos campos, nos dias de hoje, têm pouca mão de obra especializada. Além disso, não é comum ouvir um jovem falar que quer trabalhar em uma lavoura nos dias de hoje. A grande maioria procura investir em outras carreiras.

Sendo assim, as pessoas envolvidas com o agronegócio precisam investir em tecnologias e fazer deste um empreendimento atrativo para os jovens, tornar o trabalho rural convidativo e capacitá-los para exercer funções técnicas.

Autor: Lucas Casagrande


Como a tecnologia ajuda na gestão do agronegócio
Sete erros na gestão agrícola

Comments