Soja vai abrir 2017 valendo mais de R$ 90 por saca

Após a vitória de Donald Trump para a presidência dos Estados Unidos, o real perdeu valor frente ao dólar. Em menos de uma semana, o valor da moeda americana subiu para quase 9% em comparação com a brasileira. Para os economistas, as altas do dólar não vão parar por aqui, eles preveem preços acima de R$ 90 por saca para a soja já no início de 2017. Contudo, alguns analistas de mercado ainda descordam dessas afirmações. De acordo com o economista da consultoria Apexsim Felipe Dawson:

“Tecnicamente e graficamente a gente pode projetar cotações do dólar tão altas como R$ 3,81 a R$ 3,82. Economicamente, a gente vê um teto de R$ 3,75. A grande faixa de oportunidades para o dólar varia de R$ 3,65 a R$ 3,75 em 2016. As regressões econométricas realizadas no estudo da Apexsim, considerando não somente as cotações da soja mas também o comportamento do mercado nos últimos anos, indicam que a saca de soja disponível em Paranaguá pode chegar aos R$ 93 já em 01 de janeiro. Aliado a essa fundamentação matemática, estão a valorização esperada do dólar, que deve tornar a exportação ainda mais atrativa ao longo de toda esta safra e a escassez do produto nas primeiras semanas de janeiro”.

Mas nem todos os analistas de mercado tem essa mesma visão otimista de valorização e melhores oportunidades. Para o diretor da AGR Brasil, Pedro Dejneka, há exageros no dólar que devem ser corrigidos. Segundo ele, se não houver problemas climáticos que gerem quebra de safra na América do Sul, *o preço da soja na bolsa de Chicago pode voltar a ficar abaixo de US$ 9 por bushel e combinado com dólar inferior a R$ 3,20 no Brasil. *Segundo Djneka:

“Para 2016, câmbio entre R$ 3,30 e R$ 3,50. Em 2017, o câmbio vai abaixo de R$ 3,20 novamente quando a poeira se acalmar e a soja, com clima normal na América do Sul, vai rumo aos US$ 9 por bushel ou até abaixo disso. Agora, é claro, com problemas no clima pode facilmente romper os US$ 10 e ir até US$ 11 por bushel. Mas, na minha opinião será dificílimo atingir os preços que foram atingidos na metade desse ano em qualquer porto do Brasil”.

Leia também:

Controle estratégico de pragas reduz gasto com defensivos

Helicoverpas são encontradas em Mato Grosso

Monitoramento e estratégia: Porque você não deveria deixar de investir em uma estratégia de monitoramento 

As 10 Piores pragas da soja 

As principais etapas para um plantio de sucesso 

Fonte: Canal Rural

Comments