Qual a importância do tratamento de sementes na soja e no milho?

Por: Daniela Santucci

O inóculo presente em uma semente poderá resultar em aumento progressivo de uma dada doença no campo, podendo reduzir o valor comercial da cultura. Estima-se que a perda em rendimento de uma semente não tratada possa variar entre 10 e 40%.

O tratamento de sementes é considerado um dos principais processos que antecedem o plantio e o cultivo das plantas de soja e milho. Entenda o porquê desta técnica ser tão importante para assegurar um bom estabelecimento da lavoura e, consequentemente, um alto potencial produtivo.

1. O primeiro passo é a escolha de uma semente certificada e de alta qualidade.

“Semente de alta qualidade é fundamental para o sucesso na agricultura. A decisão está nas mãos do comprador e ele precisa pensar o que é mais caro: a semente ou uma lavoura mal estabelecida e com falhas?”, ressalta Sergio Abud, pesquisador da Embrapa.

2. Proteja o potencial genético das sementes.

É neste momento que entra em ação um bom tratamento para evitar danos provocados por pragas e doenças nas sementes e plântulas.

“O potencial de perda em rendimento de uma semente não tratada pode variar entre 10 e 40% e está diretamente relacionado às espécies de pragas e doenças, a intensidade da incidência, além da época e condições do clima e solo em que o plantio foi realizado”, afirma Mairson Santana, gerente de Marketing de Tratamento de Sementes e Biotecnologia da BASF.

3. Como tratar sementes

A semente de milho híbrido é tratada com fungicidas diretamente nas empresas fornecedoras de sementes.

Na soja o tratamento pode ser feito “on farm”, com o auxílio de máquinas específicas para este fim dentro das propriedades. Outra forma é por meio do Tratamento Industrial das Sementes também chamado TSI, o qual é realizado pelas sementeiras. Este tratamento além de proteger as sementes de pragas e doenças, também possibilita a aplicação de bactérias fixadoras de nitrogênio e polímeros que melhoram a plantabilidade e reduzem a presença de falhas na lavoura.

4. Benefícios do tratamento de sementes

O tratamento de sementes é uma das medidas fitossanitárias mais eficientes nas lavouras de soja e milho. Esta prática não só ajuda a eliminar ou reduzir a pressão de pragas e doenças em sementes e plântulas, mas também pode impedir a entrada do patógeno em áreas isentas.

A semente tratada também pode favorecer a germinação mais uniforme das plântulas e evitar a necessidade de replantio.

5. Tratamento de sementes com nutrientes

Objetiva fornecer condições adequadas de micronutrientes às plantas, especialmente em situações em que a presença dos elementos no solo é insuficiente para suprir as exigências das plantas, ou quando a presença desses elementos é reduzida nas sementes. Pesquisas indicam que este tipo de tratamento propicia favorecer o vigor das sementes

Fonte: Adaptado Assessoria de Comunicação BASF

Comments