Pragas do milho: Lagarta-elasmo (Broca do colo)

Nome científico: Elasmopalpus lignosellus

O inseto adulto da lagarta-elasmo é uma mariposa pequena, de cor cinza-amarelada, com cerca de 20mm de envergadura. Já a larva mede até 16mm, é esverdeada a amarelada e tem listras transversais marrons. A pupa é amarelada ou verde e, depois, torna-se marrom e fica com a cor preta logo antes de virar adulto.

Esta é uma praga polífaga, ou seja, que ataca mais de 60 espécies de plantas, incluindo o milho, e prefere solos arenosos. A lagarta, que ataca plantas de até 35cm de altura, causa mais danos em períodos secos. O ataque da lagarta-elasmo pode deixar inúmeras falhas na lavoura de milho.

Ciclo biológico: 48 dias dos ovos à fase adulta. Os ovos são colocados sobre as plantas ou no solo e eclodem em dois ou três dias.

Reprodução: As fêmeas adultas depositam, em média, de 100 a 120 ovos durante o seu período de vida.

Parte da planta afetada: Haste.

Fases em que ocorre o ataque: Os maiores prejuízos são causados nos primeiros 20 dias após a germinação da planta.

Danos causados pela praga: A mesma lagarta pode atacar até três plantas durante o seu ciclo vital. A larva entra na planta logo abaixo do nível do solo e cava uma galeria ascendente na haste. No orifício de entrada, tece casulos cobertos com excrementos e terra. As plantas atacadas pela lagarta-elasmo podem morrer logo ou ficar extremamente debilitadas, quebrando-se facilmente. Infestações severas provocam o aparecimento de falhas na lavoura.

Dicas para o controle da praga: Em áreas com constantes infestações da praga, é recomendado o tratamento das sementes com inseticidas sistêmicos. Anos de seca requerem o uso de produtos com ação de contato e profundidade associado ao tratamento das sementes. O monitoramento dos insetos juntamente com as práticas do manejo integrado de pragas também é aconselhado.

Comments