Pragas da soja: Lagarta-rosca

Nome científico: Agrotis ipsilon

Quando adulta, é uma mariposa com cerca de 20mm de comprimento e de 30mm a 35mm de envergadura. As asas anteriores são escuras, cinza ou marrom-mosqueado e as posteriores, claras e semitransparentes. As lagartas têm coloração variável entre o marrom e o cinza e podem chegar a 50mm de comprimento.

Ciclo biológico: o ciclo biológico da lagarta-rosca varia de 34 a 64 dias (4 dias como ovo, de 20 a 40 dias como larva e de 10 a 20 dias como pupa). Reprodução: uma fêmea pode colocar cerca de 1,2 mil ovos brancos, em geral, nas folhas ou no caule, mas também em fendas no solo.

Partes afetadas: caule, folhas, raízes

Fase em que ocorre o ataque: da emergência das plântulas até aparecer o primeiro botão floral.

Danos: As larvas do inseto atacam as plantas jovens, cortando o caule logo acima do nível do solo. Vivem enroladas sob a terra, próximas das raízes e à pequena profundidade, e saem durante a noite para cortar as plântulas rente à terra.

Dicas para o controle da praga: O monitoramento preciso para ter informações como o nível de infestação e o estágio de crescimento dos insetos é o primeiro passo. Depois, é recomendado o tratamento de sementes com inseticidas sistêmicos e eliminar as plantas hospedeiras, evitando que as lagartas fiquem na área, se estiverem associadas a estas plantas hospedeiras. O controle biológico é outra opção, utilizando-se microhimenópteros e moscas, inimigos naturais da lagarta-rosca.

Comments