Manejo Integrado de Pragas (MIP): Aumento na produtividade e redução de custos

O Manejo Integrado de Pragas – MIP têm apresentado resultados espetaculares, com dados de produtividade e redução de custos melhores que nas lavouras convencionais.

“Eu aprendi que o importante não é quanto custa o Monitoramento de Pragas e sim quanto custa NÃO realizar o Monitoramento de Pragas” diz Richard Dijkstra.

Veja abaixo os comparativos que ele apresenta para a safra de 2014/2015.

Comparativos de Custos para a safra de 2014/2015:
Com MIP
– Produtividade – 4.211 kg/ha
– Custo de inseticidas – U$ 48,54 ha

Sem MIP – Produtividade – 3.733 kg/ha
– Custo de inseticidas – U$ 108,00 ha (apl. Carona)

Os depoimentos de técnicos e produtores, a exemplo do Richard Dijkstra, estão “quebrando paradigmas”, como disse o pesquisador Rafael Pita da Embrapa Sinop. Em MT ele vem trabalhando grandes áreas, provando para grupos empresariais que a pratica é viável, sustentável e lucrativa.

No Paraná, estado com forte atuação da EMATER, Fernando Teixeira Oliveira mostrou a importância do treinamento, envolvimento de estudantes e produtores junto com os agrônomos.

Para Wanderlei Dias Guerra, fiscal do MAPA – MT, o MIP é essencial à estabilidade, sobrevivência e sustentabilidade econômica e ambiental dos sistemas Agrícolas. Uma grande oportunidade de Engenheiros Agrônomos mostrarem seus conhecimentos e reaprenderem se preciso for, isto somente engrandecerá essa profissão tão importante para a população brasileira.

Ele ainda ressalta a grande importância o monitoramento constante da lavoura, uma vez que o MIP se baseia em NÍVEIS DE CONTROLE DE PRAGAS específicos para cada praga e fenologia da cultura. “O monitoramento constante é necessário pois cada praga e cada cultura, dependendo da fase em que se encontra a cultura, tem um nível de controle, ou seja, a quantidade de pragas que a fase da cultura suporta para definir o tempo correto da aplicação. Esse nível exato da aplicação só é possível ser definido com o monitoramento de pragas” afirma Wanderlei.

Existem ferramentas de monitoramento como o Farmbox, que mostra quando e onde foram as primeiras ocorrências de insetos e pragas na lavoura e também o tamanho das infestações, dando uma noção real do que está acontecendo.

Saiba mais em http://www.farmbox.com.br

Alexandre Fachinello

Comments