Lagarta derruba milho pronto para colheita e ameaça soja em Mato Grosso

Uma lagarta misteriosa com alto poder destrutivo trouxe preocupação aos produtores que começaram a colheita do milho de segunda safra em Mato Grosso. A lagarta se alimenta de grãos secos quando a lavoura já está pronta para a colheita.

Segundo o engenheiro agrônomo Naildo Lopes, “ela come o talo em cima da espiga e a espiga vai para o chão, quando abrimos o milho, tem um buraco no lugar onde ela comeu. Essa espiga que caiu no chão, perdeu, não junta mais”.

Ele também explica que a forma de incidência é diferente de outros tipos de lagartas e chamou muita atenção pois, ela rói a semente do milho na espiga a partir da base da planta.

O agrônomo alerta que o produtor deve ficar atento pois as vezes a lagarta está ali e o produtor não percebe até a colheita, quando encontra muitas espigas no chão, pois a planta parece intacta mesmo com a lagarta ali comendo a semente.

A produtividade do milho que já se encontrava prejudicada por causa do clima, agora pode ter um resultado ainda pior.

Outra coisa que causa preocupação é o desaparecimento do inseto, os insetos que causam o prejuízo não são localizados na fazenda, apenas os prejuízos que eles deixaram.

Acredita-se que enquanto há certa umidade no milho, o inseto permanece mas depois ele migra para outro local que tenha umidade para continuar proliferando e multiplicando-se.

A lagarta pode ser uma espécie que já vem sendo estudada pela Embrapa Cerrados, em parceria com a Fundação Rio Verde há três anos. Se isso for comprovado, os produtores de soja vão ter que tomar ainda mais cuidado, já que ela possui características migratórias. Se for o caso, ela pode derrubar a vagem da soja depois que está pronta. O produtor terá que ficar muito atento.

Fonte: Globo Rural

Comments