Controle de pragas: aposte no monitoramento realmente eficiente

O controle de pragas é um desafio constante para quem lida com o campo. Um monitoramento realmente eficiente, que funciona na rotina da fazenda e possibilita otimizar as pulverizações é, portanto, uma solução fundamental para o produtor agrícola. O sistema de gestão agrícola Farmbox, por exemplo, foi desenvolvido após dois anos e meio de imersão em uma fazenda, estudando a fundo a rotina e entendendo o dia a dia do produtor.

Considerando uma escala de 48 horas, um controle de pragas verdadeiramente eficiente é composto pelas seguintes ações:

  • Definição da escala e rota do monitor;
  • Amostragem de pragas e doenças nos talhões;
  • Alerta ao agrônomo sobre as infestações;
  • Registro da recomendação técnica de pulverização;
  • Retirada dos defensivos do estoque;
  • Registro da execução da pulverização;
  • Informação ao agrônomo sobre o término da aplicação.

Neste contexto, o monitoramento bem realizado é essencial para resultar em um controle de pragas de qualidade. Por isso, reunimos, abaixo, os principais passos que são indicados na hora de colocar o monitoramento em prática. Confira:

1. Definição de escala

O Farmbox permite que o gestor defina com clareza quem irá monitorar cada talhão e qual será a rota que cada monitor irá desempenhar. Esta rota é baseada no histórico dos monitoramentos que ficaram previamente registrados na ferramenta.

Por exemplo: se o monitor já fez um caminho em N, é interessante que, no próximo monitoramento, ele faça o caminho em W. Desta forma, a área analisada não se repete e é possível ter uma visão mais ampla das partes atacadas.

2. Detalhamento do trajeto

Na hora de ir a campo, o monitor deve sincronizar o seu smartphone para obter as informações que o gestor inseriu no Farmbox. Assim, ele não terá problemas em percorrer o trajeto de monitoramento que foi designado para ele, verificando e seguindo tudo o que é preciso ser feito.

Além disso, podendo acessar o Farmbox com o smartphone em mãos, o monitor é capaz de realizar um trabalho muito mais rico e detalhado. Um exemplo disso é na hora de fazer a amostragem: se ele ficou com dúvidas como o tipo de praga que está atacando a lavoura ou o estágio da infestação, ele pode tirar uma ou mais fotos e enviá-las diretamente para o sistema, permitindo que o gestor também tenha acesso às informações.

3. Organização do monitoramento

Seja trabalhando em vários talhões pela manhã e voltando à sede da fazenda ao meio-dia, seja ficando o dia inteiro em campo, é indispensável que o monitor sincronize todas as informações obtidas para que o agrônomo seja alertado o quanto antes sobre as infestações. Esta sincronização é importante, uma vez que o aplicativo Farmbox funciona offline para quando o operador precisa atuar em lavouras sem sinal de internet. Nestes casos, após a sincronização, as informações também aparecerão na versão web e, deste modo, o gestor poderá fazer o acompanhamento.

4. Conexão do produtor

Independentemente de onde estiver, se estiver conectado, o agrônomo receberá os alertas no seu smartphone. Sendo assim, não há necessidade de ficar se conectando via rádio, deslocando-se, controlando um planilha de papel. Ou seja, as informações importantes que ele precisa para gerenciar a fazenda e o acesso a outros itens do sistema estão de forma simples em suas mãos.

Com a ajuda do Farmbox, o monitoramento e, logo, o controle de pragas em grandes lavouras torna-se muito mais preciso, rápido e eficaz. Nossa ferramenta é capaz, inclusive, de ajudar a organizar a sua equipe de monitoramento. Então, entre em contato conosco e saiba como podemos contribuir para o sucesso do seu negócio.

Comments