Como proteger o potencial produtivo da soja

O potencial produtivo da cultura da soja é algo que se define na semeadura. É um resultado que surge desde a escolha da qualidade da semente, passando pelo plantio e proteção das plântulas contra as pragas e doenças iniciais.

O fator determinante para uma lavoura de soja ter um alto rendimento é escolher uma semente de boa qualidade, com altos índices de germinação e vigor, isso resultará em plantas mais robustas, com um bom sistema radicular e boa parte aérea. Estas plantas então, serão mais eficientes na absorção de água e nutrientes e também na fotossíntese, ou seja, essas plantas terão melhor capacidade de enchimento de grãos e isso significa mais produtividade.

Mas existe um problema que atrapalha muito o agricultor: o ataque de várias pragas e doenças. Por ser bem mais crítico nos estágios iniciais da planta, é fundamental pensar na proteção da planta logo nos estágios iniciais. Um bom tratamento de sementes, que tenha amplo espectro de controle, que proteja a lavoura dos patógenos e também das pragas iniciais de solo e parte aérea é fundamental para conservar o potencial produtivo da cultura da soja.

De acordo com pesquisas, a perda de uma única planta por metro quadrado pode resultar na perda de até quatro sacos por hectare, considerando isso, podemos perceber a importância da proteção inicial do tratamento de sementes. Além disso, a perda de área foliar resulta em uma menor taxa fotossintética, e isso gera menor produção de grãos e menor rendimento da lavoura.

Diante disso, podemos concluir que o potencial produtivo da lavoura da soja depende da associação de sementes de alta qualidade com uma boa proteção inicial, por meio do tratamento de sementes. Esse é o segredo de uma lavoura de alto rendimento.

Veja também:

Pragas e doenças que vão preocupar na safra de 2016/17

As 10 piores pragas da soja

Fonte: Grupo Cultivar

Comments